top of page

ANDERSON LEMES - ALEMÃO

Anderson, mais conhecido como Alemão, é de Assis/SP e teve na escola o apoio de dois professores que transformaram sua vida, impedindo que ele fosse expulso da escola e incentivando-o como artista.
Foram professores que souberam perceber e entender que pessoas são talentos e não números, souberam ver o artista pelas camadas da dislexia.
Em sua produção artística um reflexo do sentimento dessa época: em seus personagens algo sempre falta, era assim que se sentia, como se lhe faltasse uma peça.

alemao 3-2.png

2021
O AVIADOR

Anderson Ferreira Lemes, o Alemão, oferece em sua poética visual a oportunidade de refletir sobre a existência humana. Seu trabalho, iniciado com o ato de grafitar muros nas ruas de Assis, SP, Brasil, ganhou o mundo. A universalidade do lirismo de suas imagens remete ao desejo de liberdade que nos torna humanos. Suas imagens trazem essa possibilidade dentro de uma estética em que a cor desempenha um papel primordial e onde os fundos remetem às paredes urbanas, nunca limpas. Devido à dislexia, ele sempre teve problemas no modelo tradicional de escola e, pelo mau comportamento, buscava chamar a atenção dos professores. Foi na arte que encontrou um universo onde não era invisível. Criou assim situações repletas de cor, que tornam tudo atraente, dentro de uma concepção que transmite que há esperança e que a vida sempre pode ser melhor.

.

Oscar D’Ambrosio

ARTES VISUAIS

2022
DOCE INFÂNCIA

O pensamento que fundamenta a arte de Alemão está muito ligado a um conceito que lhe é muito grato: o de conservar, mesmo com o passar dos anos, a pureza do olhar de uma criança. Isso significa manter a pureza e a ingenuidade, observando tudo como se fosse da primeira vez. Isso lhe dá uma enorme liberdade criativa, pois permite escapar de fórmulas prontas e dar a cada olhar novas conotações, repletas de cores, formas e emoções que remetem a um instigante movimento e à alegria do existir. Surgem assim criações marcadas pela renovação constante, uma perene primavera a levar a um renascimento eterno

de ideias.

.

Oscar D’Ambrosio

.

ARTES VISUAIS

obra-alemão 2.jpeg
producao 2 - AlemãoArt Oficial.jpeg

POR
ANDERSON LEMES

Eu fui incentivado por um professor, isso foi fundamental na minha vida!

Sempre tive problemas com os professores, por que não entendia nada do que era ensinado, devido a dislexia. Estava para ser expulso pelo conselho dos professores, por que eu adorava explodir bombas na escola para chamar a atenção.
“Os professores diziam: na minha aula ele não faz nada. ”
Mas o professor Lilão defendia dizendo: “Na minha aula ele é o melhor aluno, eu peço que vocês deem uma oportunidade para ele, pois vou tomar conta dele.
Guardei o conselho do Lilão: você precisa fazer algo de explosão com a arte, não explosão de bombas, você é um artista.
Teve outro professor, o Maroubo, que marcou o meu início nas artes, me motivou a desenhar e pintar.
Isso é uma grande inspiração para o mundo da educação, os professores que entenderam que pessoas são talentos, não são números, é só uma questão de cosmovisão.

bottom of page